Search
  • Criativos

Graffiti? Pichação? Veja a opinião de quem entende!

Arthur Moriyama, mais conhecido como Subtu, é um grafiteiro experiente, com diversos trabalhos espalhados por São Paulo. Para ele, a arte deve ser subversiva, principalmente no caso do graffiti, que utiliza o meio urbano como cenário e as artes visuais como uma ferramenta imprescindível ao debate social. Por isso, entre prédios e muros, no cotidiano agitado da cidade, é muito importante que artistas como Subtu consigam atrair a atenção das pessoas por meio do graffiti, um movimento popular que tem como maior objetivo o protesto.


Na entrevista, o grafiteiro mostra que é possível viver da arte, sempre unindo técnica à criatividade. De acordo com ele, em trabalhos autorais, o grafiteiro tem mais liberdade para criar e desenvolver ideias. Como, nesses casos, nem sempre o artista é bem remunerado, uma forma interessante de se manter financeiramente é levar sua técnica ao meio corporativo, em que é possível realizar atividades relacionadas à marketing e design, por exemplo. Além disso, o graffiti também atua como um importante agente na comunidade. Por meio de projetos sociais, atrai mídia e, consequentemente, ações públicas em espaços negligenciados pelos governantes.


O caminho é repleto de possibilidades, que envolvem desde oficinas e workshops (que podem rolar até no meio escolar!) a especializações que contribuem para o repertório, como o estudo de História da Arte. Curte desenho? Quer saber mais como se inserir no mundo do graffiti? É só assistir ao vídeo!

Ficou em dúvida com alguns termos? Não se preocupe! Pesquisamos algumas tendências do mundo do graffiti para poder te explicar tudinho aqui neste post.


Tags (pichação)

No universo da pichação, as tags são símbolos e siglas empregados para identificar o autor da obra, que pode ser uma única pessoa ou até um grupo de indivíduos. Alguns exemplos de tags são a abreviação dos apelidos dos integrantes e dados como região e data. Com elas, também é possível verificar como os diferentes grupos agem entre si.


Graffiti Bomber

São letras mais cheinhas, que aparecem vivas, normalmente feitas com duas ou três cores. Como Subtu disse na entrevista, na maior parte do mundo, graffiti e pichação costumam ter uma relação muito forte, em que um incorpora características do outro. Nesse caso, as letras lembram muito pichação, mas também apresentam técnicas e particularidades do graffiti.

Imagem: Point da Arte


Wildstyle

É uma forma de graffiti criada na década de 70 em Nova York. Normalmente, incorpora letras e formas sobrepostas e transpostas. Além disso, conta com setas nas serifas das letras, tornando os desenhos ilegíveis e com uma vibe psicodélica, de difícil compreensão para quem não está acostumado com esse tipo de arte.

Imagem: JohnOneGraffitiTNC | Pinterest


Street Art

Arte urbana ou street art se refere às manifestações artísticas inseridas no espaço público, bem diferentes dos trabalhos desenvolvidos no setor corporativo (no vídeo, o Subtu fala bastante sobre essas diferenças). Street Art envolve os graffitis com os quais nos deparamos no dia a dia pela cidade, além de outras expressões, como apresentações de dança, por exemplo. Clicando aqui, você pode ver um vídeo com um resuminho sobre cultura urbana!


Parque do Gato

Conjunto habitacional, cujo projeto foi concebido pela COHAB-SP e implantado em uma área parcialmente ocupada pela Favela do Gato, no Bom Retiro, região central da cidade.


Parque da Água Branca

É um parque localizado na Barra Funda, em São Paulo, que começou a ser formado em 1905 e foi inaugurado em 1929. O Parque abriga abriga exposições de criadores de raças de equinos e bovinos, além da AAO (Associação dos Agricultores Orgânicos de São Paulo), do Instituto de Pesca e do Museu Geológico Valdemar Lefèvre, entre outras instituições.


ThrowUp

Essa modalidade de graffiti em desenhar apenas as formas do Bomb, sem pintá-las.

Imagem: Wikimedia Commons


Beco do Batman

A travessa da Vila Madalena, localizada na Zona Oeste de São Paulo, tornou-se um dos mais democráticos espaços artísticos da cidade. Há tempos o bairro deixou de ser apenas residencial e, hoje, ostenta muitos graffitis a cada esquina. O Beco do Batman é uma ótima opção de rolê para artistas e amantes de fotografia (as paredes são lindas para arrasar no feed do inxxta!).

Imagem: São Paulo Para Crianças


Briefing

Conjunto de orientações e instruções específicas e concisas para realizar uma tarefa ou trabalho, geralmente na área de comunicação e artes.


Para quem quiser conhecer mais sobre o trabalho do Subtu, é só procurar no inxxta: @subtu.

0 views
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now