Search
  • Criativos

Saiba o que faz uma Master de Programação

Já imaginou quantos profissionais são necessários para que um programa de televisão vá ao ar? Você sabia que, por trás de tudo que a gente assiste na TV, existe um planejamento minucioso, com vários profissionais empenhados em fazer tudo dar certo? Pois é! Os bastidores são tão importantes quanto quem aparece na telinha. Mas, quando pensamos nisso, normalmente são as profissões voltadas ao setor de produção que nos vêm à cabeça e, assim, acabamos nos esquecendo da parte técnica, essencial para manter a programação no ar.


Ariana Borges é Master de Programação, responsável por todo o material exibido por uma emissora. Ela checa os momentos de cortes para os breaks (explicamos o que é isso no post) e também verifica se está tudo certo com o estúdio e os materiais necessários para a gravação, como microfone e aparelhos de iluminação. Funções importantíssimas, né?


A Ariana nos contou tudo sobre sua rotina e as características do mercado de trabalho. Se você curte comunicação, não pode deixar de conhecer essa profissão que demanda muita criatividade, concentração e agilidade! Bora assistir à entrevista?

Senac

O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, mais conhecido como Senac, busca contribuir com o desenvolvimento social por meio da educação e de projetos que estimulem a inclusão e a cidadania. Além da Política Senac de Concessão de Bolsas de Estudo, conta também com o Programa Senac de Aprendizagem, do qual Ariana fez parte, que permite aos jovens dividir o tempo entre o Senac e o estágio nas empresas, fazendo com que possam ter uma boa formação tanto prática, quanto teórica.


Jornalismo

Segundo o Guia da Carreira, o jornalista é responsável por buscar, investigar, redigir e transmitir notícias, utilizando os diversos meios de comunicação disponíveis, como jornais, revistas, internet, televisão, rádio, etc. Faz parte da rotina do jornalista realizar entrevistas, editar matérias e reportagens, escrever artigos, releases (matérias jornalísticas redigidas com o intuito de divulgar uma empresa ou produto. Esse material é enviado a veículos específicos, para que os jornalistas possam divulga-lo ao público), notas e demais gêneros.


Programação (setor nos meios de comunicação)

Desenvolve ou seleciona parte ou todo o conteúdo que será transmitido ao público. Para realizar essa função, é necessário ter experiência nos meios de comunicação em questão, além de conhecer bem o público-alvo (o que gostam de assistir, horários disponíveis, etc.). O diretor de programação, por exemplo, decide qual programa de rádio ou televisão será transmitido e quando.


Roteiro de programação

Roteiro que define a sequência dos programas, intervalos, dentre outros aspectos da programação diária.


Mídia (setor técnico da tv)


Exibição (setor técnico da tv)


Editor

Profissional responsável pela montagem de áudio e vídeo e pela decisão da ordem em que serão exibidos.


Revisor


Operador de VT

Profissional responsável por operar as máquinas de gravação e reprodução dos programas.


Operador de Sistema

Dentre as funções desse profissional, está aprovar os materiais publicitários, quantos aos aspectos técnicos de áudio e vídeo, operação audiovisual, auxílio nas operações que envolvem conhecimento em informática, operação das praças/unidades móveis nos bastidores da televisão, com o intuito de atender às demandas da programação, monitoramento do canal de televisão e realização de manobras emergenciais, mantendo a qualidade do sinal.


Controlador

Profissional que seleciona e organiza os vídeos a serem exibidos, de acordo com o roteiro de programação e comerciais.


Break

Parada de um programa para a introdução de chamadas comerciais ou institucionais.


Audiodescrição

Recurso de acessibilidade que permite às pessoas com deficiência visual compreender o conteúdo visual de um programa, por meio da tradução das imagens em palavras. Essa descrição objetiva das imagens, em conjunto com o áudio comum do produto audiovisual, permite a compreensão total do espectador.


Closed Caption

Legenda oculta, normalmente representada pela sigla CC. Essas legendas são transmitidas via sinal de televisão e, por isso, constituem um importante recurso de acessibilidade para os deficientes auditivos. Diferente da legenda tradicional, ela também indica em palavras os outros sons do vídeo. No caso dos programas gravados, é o texto original, que passa pelo teleprompter, dispositivo que projeta o texto lido pelo apresentador/repórter de um programa de televisão.


SAP

Abreviatura de Second Audio Program (Segundo Programa de Áudio), áudio secundário utilizado, que, geralmente, permite aos espectadores optar entre o som original de um programa (filme, série, etc.) ou sua versão dublada. Normalmente, as emissoras de televisão transmitem sua programação em estéreo, possibilitando a transmissão de um sinal de vídeo e até três canais de áudio: estéreo esquerdo, estéreo direito e SAP, linha de som geralmente utilizada em programas de audiodescrição.


GC

Abreviatura de Gerador de Caracteres. O equipamento Gerador de Caracteres permite criar legendas sobre as imagens e vídeos. Normalmente, essas legendas aparecem embaixo da tela da televisão para falar sobre as matérias e notícias comentadas pelos apresentadores naquele dado momento. Também servem para adiantar alguns assuntos que serão abordados.


Clau

Rodapé/legendas dos programas explicadas anteriormente.


Switcher

Mesa de corte que seleciona imagens de diversas fontes, sejam elas de câmeras, VTs, filmes, etc.


Produção do programa

O produtor de televisão é o profissional responsável por controlar todos os aspectos da produção/bastidores de um programa de TV, como as ideias para os episódios, contratação da equipe, supervisão das imagens e checagem das informações.


VTs

Sigla que designa Video Tape (fita de vídeo). Os VTs são vídeos gravados que irão compor o conteúdo do episódio de um programa de televisão. Em todo programa, são utilizados vídeos e materiais externos, reportagens gravadas ou vídeo de apresentação dos entrevistados.


Fade

Nos vídeos, é um efeito de aparecimento gradual (fade-in) ou desaparecimento gradual (fade-down ou fade-out). Também é chamado de fading.


Take

Trecho de filme ou vídeo rodado sem interrupções. Também pode passar a ideia de planos diferentes, que abordam diversos objetos, gravados de diversos ângulos. Mas, a primeira definição costuma ser a correta no âmbito do audiovisual, especialmente no setor técnico. A ideia de planos se relaciona melhor com a palavra “tomada”.


Ruído (audiovisual)

Alguns erros que podem acontecer durante a captação de imagens e áudio. Uma parte desses erros pode ser corrigida durante a pós-produção/edição, porém, em outros casos, é necessário refazer o material, pois as falhas podem prejudicar o entendimento do telespectador. No caso dos técnicos da televisão, o ruído designa alguma confusão durante o processo de comunicação entre os profissionais, algo primordial na rotina dessa função, pois qualquer erro pode atrapalhar uma grade inteira de programação.


Abertura de programa e novela

Vinheta de apresentação e finalização de um produto audiovisual. Normalmente, conta com efeitos, transições, fotografias, vídeos, música, créditos, etc.


Gostou do vídeo? Ficou com dúvida em mais algum termo? Não se esqueça de nos contar tudo!

6 views
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now