Search
  • Criativos

Suécia organiza feiras virtuais para promover o ensino superior na pandemia

Hoje o convite é para os xófens que estão em busca da tão sonhada vida universitária. A equipe Study in Sweden, com apoio da Swedcham Brasil e da Swedcham Young Professionals, organizará a Study in Sweden Américas, uma feira virtual que acontece no dia 7 de novembro, a partir das 16h (com duração de quatro horas), voltada aos alunos interessados em estudar na Suécia a partir de agosto e setembro de 2021. Os encontros contarão com representantes de 24 universidades suecas e fazem parte da Innovation Weeks, semanas que envolvem ações de inovação e parcerias entre Brasil e Suécia.


A feira online acontecerá em cinco regiões do globo e, no caso das Américas, o Brasil terá uma sala exclusiva, Team Sweden no Brasil, com representantes do Consulado, da Embaixada e da Câmara Sueca disponíveis para esclarecer dúvidas e auxiliar no que for preciso.


O interesse em estudar na Suécia aumentou nos últimos tempos. A feira é uma ótima oportunidade de entender melhor os mais de mil programas de bacharelado e mestrado, todos ministrados em inglês. O evento também contará com apresentações on-demand das universidades.

Lun University / Créditos: Nomad China / Visual Hunt

O objetivo é atingir o mesmo sucesso do encontro virtual ocorrido em junho deste ano, organizado pelo Swedish Institute em conjunto com mais de 19 instituições de ensino do país. Durante a feira, os estudantes conversarão com representantes de universidades como: Lund University, KTH Royal Institute of Technology, Chalmers University of Technology, Halmstad University, Stockholm School Of Economics, Linköping University, University West, Universidade de Estocolmo, Universidade de Gotemburgo, entre muitas outras.


A Suécia é um excelente destino de estudo por diversas razões. Para começar, segundo o site Hot Courses, 89% de sua população fala inglês fluentemente. Além disso, a Suécia tem uma longa tradição de excelência acadêmica e também é o berço do famoso Prêmio Nobel. Todos os anos, aproximadamente 20% de todos os novos estudantes matriculados em universidade suecas são estrangeiros, possibilitando a oportunidade de conviver com outras culturas.


Se você procura por uma educação que preze o desenvolvimento crítico e criativo do aluno, a Suécia é seu lugar! Os estudos integrais no país correspondem a 40 horas semanais. No entanto, na maioria das universidades, o aluno passa apenas algumas horas de fato dentro de salas de aula e em seminários. A maior parte do tempo é utilizada para se dedicar às leituras, trabalhos em grupo e outras tarefas que exijam estudos independentes.


A estrutura do ensino varia de acordo com o tipo de curso. Programas técnicos tendem a incluir uma maior carga horária em salas de aula e laboratórios, enquanto graduações e especializações em ciências sociais, por exemplo, envolvem poucas horas em ambientes fechados e mais trabalhos autônomos ou em grupo. Mas, independente do curso ou matéria, as leituras e trabalhos são sempre extensos, o que significa que o tempo livre durante a semana será utilizado para estudar sozinho e se preparar para as próximas aulas. Desse modo, a autonomia do aluno torna-se prioridade.

Palácio Real, Estocolmo, Suécia / Créditos: Visual Hunt

Ainda está em dúvida se a Suécia é o destino ideal? Fique sabendo que a sociedade sueca possui um formato informal e não-hierárquico, incentivando o compartilhamento de ideias e opiniões. Esse é um dos fatos que fazem com que, de acordo com o Índice de Inovação Global da Wipo, a nação seja considerada uma das mais inovadoras do mundo.


Não é à toa que o local é berço de importantes invenções, como a Xylocaina (pomada utilizada para anestesiar a boca durante procedimentos odontológicos e outros tratamentos, como os cardíacos), respirador artificial, exame de ultrassom, marcapasso, cinto de segurança de três pontos, até recursos mais moderninhos, como Bluetooth, Skype e Spotify.


O país também é referência em sustentabilidade e meio ambiente, promovendo à Suécia o título de nação mais sustentável do mundo pelo uso de energia renovável. Igualdade e diversidade também são princípios básicos dos suecos, que possuem uma das maiores taxas de inclusão e igualdade de gênero do mundo, assim como alguns dos mais progressistas direitos LGBTQI existentes. Tudo isso contribui para a diversidade do país, que possui abordagem de consenso nacional, ou seja: a participação de todos é considerada nos momentos de decisão.


Vale lembrar que a Suécia tem uma longa tradição de excelência acadêmica e algumas das melhores universidades do mundo, como o Karolinska Institute, Lund University, Uppsala University e Stockholm University, além de presenças constantes nos ranking universitários da Times Higher Education e da ARWU (Academic Ranking of World Universities).


E aí? Também se apaixonou pela Suécia? Não perca tempo e dê o primeiro passo para começar sua carreira em um dos países com o maior número de multinacionais per capita do mundo, além de berço de empresas super famosas e bem-sucedidas, como IKEA, TetraPark, Volvo, Ericsson e H&M.


Clique aqui e inscreva-se já na Study in Sweden Américas.

4 views
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now