Search
  • Criativos

Técnicas e inspirações de uma fotógrafa de teatro

Updated: Aug 7

Fotografia é uma das mais interessantes maneiras de se transmitir uma mensagem. Essa linguagem busca inspiração em diversos aspectos da arte e cultura, como, por exemplo, as artes plásticas. Para se tornar um bom fotógrafo, é necessário compreender a importância de estudar e identificar a relação entre essas diferentes formas de expressão, que, na prática, são elementos essenciais para o surgimento de outras modalidades artísticas.


Essas dicas são inspiradas no depoimento da fotógrafa de teatro Águeda Amaral, cujo trabalho depende de diferentes linguagens artísticas, que complementam e possibilitam o ato de fotografar. No vídeo, ela fala mais sobre seu processo de conexão com atores e músicos, os grandes protagonistas de sua obra. Águeda relata um pouco de sua trajetória profissional, as pessoas que a auxiliaram nesse caminho e como descobriu sua grande paixão: fotografar pessoas. Quer ser fotógrafo? Venha se inspirar com essa entrevista mara!


Denilson Marques

Light designer há mais de 20 anos, formado em audiovisual e em diversos cursos de iluminação e estrutura cênica. Ingressou no teatro com 19 anos, apaixonando-se pela arte de iluminar e, desde então, desenvolve projetos para diversas linguagens artísticas, como teatro, show, ballet, óperas, lançamentos de filmes, etc. Atualmente, é designer de iluminação na USP (Universidade de São Paulo) e no Teatro Escola Macunaíma, além de CEO na Lighting Design.


Escola de Arte Dramática da USP

Unidade complementar da USP, ligada à ECA (Escola de Comunicação e Artes). A EAD é uma escola pública, logo gratuita, e uma das mais importantes instituições de formação de atores no Brasil. Conta com muitos ex-alunos nacionalmente reconhecidos no teatro, cinema e televisão, como Ney Latorraca, Edson Celulari, Francisco Cuoco, Marisa Orth, Lilia Cabral, Matheus Nachtergaele, Ana Hikari, entre outros.


Teatro de rua

As equipes de teatro de rua espalhadas pelo mundo realizam peças teatrais em espaços abertos, fazendo com que o trabalho do ator seja ainda mais importante e, como a Águeda explicou, tornando a função do fotógrafo ainda mais desafiadora. No caso dos atores, o corpo e a voz dos artistas se tornam ferramentas primordiais na construção da narrativa.


Filarmônica Afro-Brasileira

Orquestra brasileira fundada em 1998. É dirigida pelo maestro Josoé Polia (confira a entrevista com ele clicando aqui), responsável pelas composições apresentadas pelo grupo, que prioriza a cultura brasileira com influência africana, esquivando-se das músicas com ritmos europeus, algo mais comum no mundo das filarmônicas. Além disso, há o Instituto Filafro, o qual realiza diversos projetos socioculturais voltados à comunidade.


Vincent van Gogh

Pintor holandês considerado um dos mais importantes e influentes artistas da história da arte ocidental. Criou mais de dois mil trabalhos em pouco mais de uma década, sofrendo influências do movimento impressionista e das gravuras japonesas, as quais muito admirava, principalmente quanto às cores das obras.


Michelangelo

Michelangelo di Lodovico Buonarroti Simoni foi um pintor, escultor, poeta e arquiteto italiano, também considerado um dos mais importantes e influentes artistas ocidentais, tornando-se um dos grandes representantes do Renascimento Italiano. Dentre suas obras, as mais famosas são Pietá, escultura que representa Jesus morto nos braços de sua mãe, O Juízo Final, pintado na parede do altar da Capela Sistina, representando o juízo final de acordo com a Bíblia, as esculturas Moisés e Davi e a Abóboda da Capela Sistina, o importante e significativo teto da Capela.


Albert Einstein

Físico teórico alemão, responsável pelo desenvolvimento da teoria da relatividade geral, pilar da física moderna, juntamente à física quântica. Seu estudo possibilitou a explicação do efeito fotoelétrico, além de importantes contribuições para a Física Estatística, especialmente por meio de sua explicação para o movimento browniano.


Velocidade (fotografia)

A velocidade do obturador, também chamada de tempo de exposição, designa o tempo que o obturador da câmera leva para abrir e fechar, permitindo a passagem da luz, a qual, por sua vez, sensibiliza a película fotográfica ou o sensor digital e forma a imagem.


Iso (fotografia)

Iso é a sensibilidade do filme ou do sensor, no caso da fotografia digital, à luz. Quanto menor o número de sua configuração, menor sua sensibilidade, necessitando assim de mais luz para uma foto clara. Para uma fotografia clara mesmo com pouca luz, deve-se deixar alto o número do Iso, que aumentará a sensibilidade do sensor.


Ângulo (fotografia)

Altura em que a foto é tirada em relação ao objeto a ser captado, contando com três posições fundamentais: ângulo normal, quando se está na altura dos olhos do objeto; plongée, quando a câmera está acima dos olhos e voltada para baixo, remetendo ao movimento de iniciar um mergulho, e contra-plongée, quando a câmera está abaixo dos olho, voltada para cima, como um mergulho ao contrário.


Conheça mais sobre o trabalho da Águeda no Insta: @aguedaamaralcabeloduro

2 views
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now